A Dimensão Social das Desigualdades

Sistema de Indicadores de Estratificação e Mobilidade Social

Este projeto tem como propósito a criação um sistema de indicadores sociológicos para o acompanhamento da dinâmica da desigualdade e da mobilidade social no Brasil. Tal sistema depende da especificação das categorias sociais analiticamente relevantes, da identificação dos grupos "em risco", e da análise do processo de criação e transmissão das desigualdades ao longo do ciclo de vida dos indivíduos. Espera-se que a combinação desses elementos permita identificar os pontos nevrálgicos do processo de estruturação das desigualdades, e conseqüentemente forneça subsídios cruciais para políticas públicas.

Para elaborar o sistema de indicadores se está procedendo a um exame detalhado das informações sociais disponibilizadas pelos órgãos oficiais de estatísticas, que permitam a construção de séries históricas sobre a dinâmica das desigualdades. No entanto, a análise sociológica das desigualdades implica, necessariamente, na obtenção de informações sobre a origem social dos indivíduos (indicadores de "classe social" da família de origem). As informações disponíveis dessa natureza, além de serem marcadas por inadequações analíticas, não são coletadas há dez anos.

Por essas razões, levamos a cabo um novo survey, concluído em Novembro de 2008, que permitirá a atualização das informações já existentes, e a especificação de indicadores inéditos. Assim, esperamos ser capazes de fazer análises mais complexas, inovando o conhecimento sobre as desigualdades, e facilitando comparações internacionais.

Como atividade paralela à análise do survey estamos desenvolvendo 13 subprojetos (envolvendo 25 pesquisadores em 16 instituições de 7 estados do país) visando o aprofundamento de tópicos essenciais da dinâmica das desigualdades e da mobilidade social. Assim, espera-se que, como resultado desse projeto de pesquisa, tenhamos: (a) um conjunto sistemático de indicadores sobre estrutura social e desigualdades atento às condições de vulnerabilidade e risco da população, que poderão ser acompanhados a partir de estatísticas regularmente coletadas; (b) um conjunto de estudos inovadores sobre processos sociais de produção e reprodução das desigualdades de oportunidades, decisivos para a compreensão dos mecanismos de perpetuação das iniqüidades distributivas; (c) um conjunto de análises sobre a dinâmica da desigualdade capaz de informar políticas públicas; e (d) a consolidação de uma rede nacional e internacional de investigadores.

LINK PARA PROJETO COMPLETO EM PORTUGUÊS LINK PARA PROJETO COMPLETO EM INGLÊS